sábado, 21 de fevereiro de 2009

Tapetes complementam o ambiente

Foto: casa.com.br
Mais do que simples objetos de decoração, os tapetes são acessórios indispensáveis em uma casa e podem deixar qualquer ambiente mais aconchegante e bonito. Podem complementar ou serem o destaque na ambientação, ressaltando a personalidade do ambiente e delimitam espaços. Ao escolher o tapete de um ambiente deve-se levar em consideração vários aspectos: o estilo do ambiente, as cores utilizadas nos móveis e demais elementos, a praticidade e o gosto pessoal. Os materiais são os mais diversos como fibras naturais e sintéticas, algodão, couro, lã, bambu, linho, vinil, jeans e até grama sintética. A tendência atual aponta para os de fibras como o sisal, coco e de algas. Estes podem ser utilizados em qualquer ambiente e são super práticos, além de serem laváveis. Os formatos variam dos tradicionais retangulares, passando pelos redondos, quadrados e até triangulares, com motivos geométricos, florais, listrados ou lisos. É preciso estar atento ainda ao tipo do piso: revestimentos mais neutros aceitam melhor os modelos estampados, enquanto que os pisos mais trabalhados pedem tapetes lisos. Se ele vai delimitar um ambiente, separando a sala de estar da de jantar, por exemplo, o ideal é que seu tamanho seja o suficiente para acolher todos os móveis do ambiente que se quer delimitar. Se você quer apenas destacar um móvel, como uma mesa de jantar ou uma cama, então ele deverá estar 80 cm além do limite do móvel. Os tapetes de um mesmo ambiente não precisam ser idênticos. A melhor saída é buscar uma unidade para os modelos, que pode ser na cor, na textura ou na estampa. Para locais mais íntimos, como home-theater e quartos, o tapete pode ser mais felpudo como os de lã com espessura superior a 45 mm, permitindo que o morador se esparrame no chão. Ambientes mais sofisticados, com móveis de estilos clássicos, podem receber tapetes mais requintados e elaborados, como os tradicionais orientais, de preferência originais, que continuam em alta. Os mais famosos são os Persas. Já nos ambientes contemporâneos é possível fazer um contraste dos móveis atuais com esses tapetes ou utilizar os artesanais, os indianos ou os de sisal. Para quem tem um estilo mais moderno, uma boa escolha são os tapetes em couro, que podem ser feitos com tiras ou em quadros. Os tapetes de banheiro, de cozinha e de área de serviço devem ser sempre emborrachados, para evitar acidentes. É preciso ter cuidado com modismos, senão você vai ter que conviver com um tapete indesejável ou por a mão no bolso e comprar outro modelo.

2 comentários:

Luciana Oliveira disse...

Olá Allan:

Estou te escrevendo pois li uma de suas repostagens e gostei muito. Tenho um problema. Tenho uma filha de 23 anos e um filho de 03 anos e um quarto só. Como poderia colocar os dois no mesmo quarto? Ela estuda fora mas volta para as férias, finais de semana, etc.
Se puder me dar uma sugestão eu agradeço, pois o pequeno até hoje está no meu quarto.

Agradeço sua atenção

Luciana

Allan Feio disse...

Olá Luciana,
realmente é difícil, pois as idades são muito diferentes, sem falar no sexo. O ideal é que você pense em uma decoração neutra, com tons mais pasteis. Os móveis devem seguir o mesmo estilo e cor. Dependendo do espaço disponível, você pode projetar espaços individuais para cada um: uma bancada de estudo para ela e uma área de brincar para ele, por exemplo, sempre seguindo o mesmo padrão e acabamento do mobiliário. Os objetos decorativos podem seguir as preferências de cada um, mas sempre respeitando a uniformização dos mesmos.
Essa sua dúvida dá um bom tema para uma matéria. Desejo sorte no seu desafio. Continue sempre acessando o blog.

Abraço
Allan Feio